A ESTANTE DE GUSTAVO BERNARDO


Nanook


 
NANOOK

Manon Bourgeade



Olá, Gustavo!

Ontem acabei saindo à francesa (haha), não quis atrapalhar a sessão de autógrafos. Que sucesso! O debate foi muito legal também, parabéns!

Nessas idas e voltas sobre capa, projeto gráfico e afins, não lembro se já comentei o quanto a leitura de Nanook me emocionou.

Li o livro duas vezes e o final me fez chorar – duas vezes. Talvez seja porque eu também me encanto com o poético universo polar, mas é principalmente porque me parece um texto muito raro.

É profundo sem ser hermético, espiritual sem ser dogmático, aborda questões tão sérias de maneira tão leve e justa. E não subestima o jovem leitor!

Uma pérola trópico-polar.

Um abraço!

Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 2016.
e-mail : gustavobernardokrause@gmail.com