A ESTANTE DE GUSTAVO BERNARDO


Nanook


   
NANOOK

Eliane Maria Diniz Campos


Caro Gustavo,

Boa noite! Terminei de ler Nanook e, com todo respeito, foi estupendo!

Achei o livro muito bom e não é porque você é meu atual orientador mas sim porque a leitura é fluida, enigmática e muito verossímil. Vi tantos autores em você: Andersen, Flusser (embora não conheça bem), Clarice, Kafka e, por que não, Guimarães. Muitas foram as referências, ainda que nas entrelinhas. A Bíblia. Que nele está toda. O livro caminha para o clímax e dele não sai.

Os contos de fadas para mim estão muito fortes aí. Que bela referência à acendedora de fósforos, tão sensível! Com certeza vou indicá-lo a muitos de meus alunos, amigos e parentes.

Ouro Preto ficou mais bonita pela sua lente. Aprendi sobre a cultura dos inuit. Não conheço absolutamente nada sobre o Ártico e ursos polares mas me senti menos ignorante ao final da leitura. O que dizer da cena final, dos ursos e outros seres saindo da Igreja de São Francisco de Assis que aos poucos desmorona, restando o essencial: "os próprios animais".

Muitas questões ficaram para mim mas não precisa responder. Úrsula era a mãe de Bernardo? Quer dizer a mãe ursa? Ela devotou mais carinho a esse ser do que Bruma?  Por que Homem só tem sobrenome? Por que não somente Homem? O que quer dizer Siqueira? Foi uma escolha aleatória?

Eu poderia lhe dizer muitos e muitos trechos de que gostei mas fico com um: "Jesus se deixa abraçar pelo Homem, chorando", na página 136. O fim das páginas 126 e 127 é muitooo bom também!

O final para mim faz muita comunicação com a Bíblia, o choro da mãe ao perder seu filho e ao mesmo tempo vi a epifânica cena de Macabéa estatelada no chão. Pode nada ter a ver com nada mas expulso de mim minhas impressões para que você perceba as doidices que se passam na cabeça de um leitor.

Vou continuar lendo sua obra pois achei de qualidade rara. Vida longa à escritura porque Deus por meio dela se faz.

Grande abraço!


Rio de Janeiro, 15 de fevereiro de 2016
e-mail : gustavobernardokrause@gmail.com